24 de mar de 2012

Lembranças


Lembranças... que se perderam... no tempo!

Ao olhar através do espelho, parece que percorri um longo caminho!
Mudei? Envelheci? Me transformei em quê... ou pior, no quê?
Foi tão nítida a mudança, que não me reconheço mais!
Onde foi parar aquele olhar, que conseguia enxergar através de outros olhos?
E aquela sensação que se avizinha, quando o perigo, se faz iminente?
Por onde passei, o que deixei de lembranças?
Qual o caminho que percorri, através das escolhas erradas, nas encruzilhadas da vida?
O que deixei de recordação? Uma foto amarelada, um laço jogado ou uma carta rasgada?
Que som me definiria, afinal? O  canto triste e solitário do uirapuru ou o do alegre rouxinol?
Qual a cor que me acompanhou, neste percursso? 
O azul, da cor do céu; ou o preto, escuro como noites sem lua?
Deixei alguma coisa? Sinceramente? Não sei!
Só deixei que devo ter deixado algo, a tristeza de uma vida, mudada pelo meio!

Guerreira
23/03/12

2 comentários:

  1. percorri muito antes de chegar aqui e ler essa linda postagem

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde..
    encontro-me com essa bela poesia. Escreves com uma sutileza incrível. Siga em frente.Quando puder visite as minhas poesias e comenteas para mim saber qual é a opiniões das pessoas.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir