6 de fev de 2009

Venha... apenas venha!


VENHA...

Se por acaso um dia pensar em nós,
e acabar sentindo alguma saudade;
e através dela, sentiu minha falta;
e se nesse vazio que ela lhe tras,
sentir as lágrimas correrem...

Venha...
Venha correndo para mim,
venha sem medo,
venha qualquer dia,
venha que estarei lhe esperando...

Se um dia, ao folhear o livro do seu passado,
me encontrar lá meio esquecida;
e esse esquecimento, lhe lembrar algo de bom...
Volte ao meu lado, mesmo que lhe pareça tarde demais;
e ainda assim, que seja num futuro bem distante...

Venha,
Venha me procurar,
venha me encontrar,
venha me achar,
venha me surpreender com sua chegada!

Quando seus olhos, já não virem mais o brilho dos meus.
A sua canção, já não tiver mais o meu nome.
Os seus poemas, já não falarem mais do seu amor por mim.
O seu corpo, já terá até esquecido o meu cheiro.
E você... achar que está quase tudo se acabando...

Venha assim mesmo...
Venha me buscar...
Venha acabar de viver, um amor inacabado...
Venha dentro de mim complementar, algo que perdi:
Um pedaço de você!
(Guerreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário