3 de dez de 2008

Help me, socorro!


Help me! Socorro! Preciso de ajuda!
Procuro respostas e saídas, para minhas dúvidas.
Mas vou de encontro, cada vez mais,
ao centro do labirinto, sem saída!
Olho para os lados, e só enxergo escuridão!
Mas tenho a certeza, de que ainda não anoiteceu.
Porque então meus olhos ou minh'alma, assim vê?
Porque estou aqui?
O que me aconteceu?
Como cheguei?
Ando em voltas e me perco, cada vez mais!
Não encontro a saída, por mais que a procure.
Me sinto ofegante, sem ar e sem perspectivas.
Para onde ir!
Help me! Socorro! Preciso de ajuda!
Mas as palavras são jogadas ao vento...
Pois ninguém me ouve ou sentiu a minha ausência!

Guerreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário